Com pontos turísticos na rota, Moscou sedia a maior maratona da Rússia

Com pontos turísticos na rota, Moscou sedia a maior maratona da Rússia

Apesar do vento e chuva, cerca de 30.000 corredores de 85 países participaram do evento no domingo (22).

Neste domingo (22), a capital russa sediou o maior evento de corrida do país. O número recorde de 30.000 pessoas, de 85 países, percorreram 42,2 km e 10 km pelo centro da cidade, como parte da Maratona Absoluta de Moscou.

A corrida também serviu como eliminatória para o Campeonato Mundial Abbott WMM Wanda Age Group e faz parte da Associação Internacional de Maratonas e Corridas de Rua (AIMS, na sigla em inglês).

De acordo com os organizadores, cerca de 2.442 corredores estrangeiros participaram da maratona, entre os quais maioria representou Tailândia (371) e China (167).

Apesar do clima (os termômetros marcavam em torno de  7 e 8ºC), a cidade se transformou em uma grande pista de corrida ao longo da margem do rio Moscou.

O trajeto inclui o distrito comercial conhecido como Moscow City, o Sadovoye Koltso (Anel de Jardins), a Ponte Krymsky, o Bulvarnoye Koltso (Anel dos Bulevares) , a turística rua Tverskaya, a passagem Teatralny, e as muralhas do Kremlin, antes de finalmente atingir a linha de chegada no recém-reformado Complexo Olímpico Lujniki.

Ao longo do percurso, os corredores passaram por mais de 30 atrações famosas de Moscou, como o Kremlin, a Catedral de Cristo Salvador, o Teatro Bolshoi, o bairro empresarial Moscow City e quatro dos arranha-céus stalinistas das Sete Irmãs.

Realizada pela primeira vez em 2013, como sucessora da Maratona Internacional da Paz de Moscou, a Maratona Absoluta é um dos maiores eventos de corrida do mundo.

Trata-se também da primeira maratona na Rússia que inclui uma corrida de 42,2 km (distância padrão e oficial para maratonas) para atletas em cadeira de rodas.

Neste ano, cerca de 1.500 voluntários, 300 especialistas técnicos e 440 esportistas ajudaram a organizar o evento. Além disso, 26 ambulâncias e 115 médicos estiveram de plantão durante toda a maratona.

Os vencedores deste ano foram Iskander Iadgarov, de Moscou, que terminou o percurso em duas horas, 18 minutos e 2 segundos; e Marina Kovaleva, de Omsk, que registrou o melhor tempo entre as mulheres – 2 horas, 29 minutos e 26 segundos.

Ainda assim, Iadgarov e Kovaleva não conseguiram quebrar os recordes de edições anteriores.

A melhor marca da Maratona Absoluta de Moscou ainda é de 2 horas, 13 minutos e 40 segundos, registrada por Artiom Alekseiev em 2016; e de 2 horas, 28 minutos e 31 segundos para mulheres – recorde estabelecido por Sardana Trofimova.

Fonte: russia Beynd

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *