Dez restaurantes em Moscou para se sentir na União Soviética

A URSS foi marcada por uma grave escassez de bens de consumo básicos e alimentos. Hoje, capital oferece fartura de opções com comida e atmosfera da época.

Nostalgia da infância soviética, e dos tempos soviéticos em geral, é um sentimento muito comum na Rússia hoje, especialmente em Moscou, onde ainda existem muitos resquícios daquela época. A Gazeta Russa listou 10 lugares para jantar onde se pode, por algumas horas, sentir-se de volta nos tempos da antiga URSS e seus sabores.

1. Stolovaya nº 57 (na GUM)

Esse é o tipo de restaurante favorito de uma pessoa soviética – uma cantina onde se pode comer o que quiser e depois pagar. Entre as opções estão borsch, pelmêni, arenque sob casaco de pele e salada russa, entre outros pratos. Você se sentirá como se estivesse comendo em um escritório, fábrica ou cantina de escola na URSS.

Praça Vermelha, 3 – 3º andar

2. Cheburechnaya Druzhba

Esse café fast food já existe há 40 anos e a atmosfera é absolutamente a mesma de quando abriu: mesas altas sem cadeiras, e o único prato é tchebureki, pasteizinhos recheados de carne (tradicionalmente cordeiro) e fritos. Uma porção custa cerca de 40 rublos (R$ 2,10). O tcheburek é um prato tradicional dos tártaros da Crimeia, bem como de nacionalidades caucasiana e turca – por isso o nome “Druzhba” (Amizade), que reflete a amizade entre as nações que têm esse quitute como tradição comum.

Rua Pankratyevsky, 2

3. Cheburechnaya URSS

Esse é outro café que serve tchebureki, mas não somente. Oferece uma releitura mais moderna do estilo, saladas, pelmêni e sopas soviéticas que os pais e avós de hoje costumavam comer. Também possui uma carta diversificada com diferentes tipos de vodca, licores e samogon. Além de comer no local, é também possível comprar para viagem. Embora o interior do Druzhba seja mais autêntico, o Cheburechnaya URSS é uma experiência visual pelo estilo soviético: azulejos brancos e cartazes.

Existem quatro restaurantes nesta cadeia:

Rua Bolshaya Bronnaya, 4

Rodovia Volokolamskoye, 15/22

Rua Sretenka, 21/28

Avenida Leningransky, 75 b 1B

4. Varenichnaya nº 1

Livros, fotos de época e outros detalhes acolhedores conferem a esse lugar uma atmosfera soviética convincente. O menu se parece muito com outros lugares (borsch,

blíni e saladas), com ênfase para varêniki são pequenas panquecas que podem ser recheadas com quase tudo, de frutas a fígado. Há 14 cafés dessa rede espalhados pela cidade, e é muito fácil se deparar com algum deles durante uma caminhada pelo centro da capital russa. Eles também oferecem serviço de entrega.

5. Restaurante Glavpivtorg

Aqui é possível se sentir um dos chefes e burocratas do Partido Comunista. Esse restaurante tem ambiente mais agradável do que o das demais opções anteriores e está localizado no antigo prédio do Ministério dos Transportes soviético. O nome Glavpivtorg se refere ao lugar onde a cerveja (“pivo”, em russo) é vendida. Além de beber – obviamente – cerveja, vale a pena também provar as saladas russas com caviar preto. Os pratos e bebidas não são baratos, mas o interior e as lendárias lâmpadas verdes oferecem uma experiência inesquecível.

Rua Bolshaya Lubyanka, 5

6. Bar Zhiguli

Zhiguli é o nome de um carro e de uma cerveja soviética. Não é à toa que tudo nesse lugar lembra aquela época. O bar em si é composto por duas salas separadas: em uma delas, há uma cantina com opções acessíveis, e na outra funciona um restaurante, com música ao vivo, menu requintado e preços mais salgados.

Essa lugar também é conhecido pela ocasião em que recebeu o presidente Vladímir Pútin e o vice-ministro Dmítri Medvedev para uma cerveja juntos.

Rua Novy Arbat, 11b1

7. Uzbequistão

Como já mencionado, a União Soviética tinha a ver com ‘amizade entre as nações’ – e um de seus ‘amigos’ era o Uzbequistão, agora um Estado soberano. Nesse restaurante, pode-se levar pela nostalgia: beber chá tradicional, comer pilaf (arroz preparado com especiarias, comum no Oriente Médio) e curtir as cores radiantes da dourada Tashkent, a capital do Uzbequistão. O menu não oferece apenas pratos uzbeques, mas também uma grande variedade de opções asiáticas.

Rua Neglinnaya, 29b5

8. A Prisioneira do Cáucaso

Os filmes soviéticos são adorados e citados pelos russos. Um dos mais populares que traduz o espírito do sul do país é o “A Prisioneira do Cáucaso”, de Eldar Riazanov – tema desse restaurante homônimo. Sua atmosfera transporta os clientes para a Geórgia, com um menu enorme que vai desde pratos caucasianos e russos a europeus. Pertence ao grupo de propriedade do principal “restaurateur” russo, Arkádi Novikov.

Prospekt Mira, 36

9. Ottepel (Degelo)

Esse lugar aconchegante com janelas grandes é novo, e seu interior guarda apenas semelhanças remotas com a União Soviética – provavelmente uma lâmpada construtivista e outros detalhes. Mas esse lugar está situado no coração da Moscou soviética – o parque VDNKh. Lá é possível também circular por diferentes pavilhões.

Prospekt Mira, 119b311

10. Moskovskoye Nebo (Céu de Moscou)

Nesse café, também no parque VDNKh, as conquistas soviéticas são focadas no céu: o interior é decorado com quadros que retratam pilotos e aviões. A nostalgia soviética é alimentada pela música de época e pelo menu, com opções tradicionais. Durante o verão também vale a pena aproveitar o solzinho no terraço.

Prospekt Mira, 119с422

Fonte: https://gazetarussa.com.br/arte/viagem/2017/07/23/restaurantes-em-moscou-oferecem-comida-e-atmosfera-sovietica-veja-opcoes_797915