Brasil

Brasil é uma das prioridades da Rússia, diz Pútin a Temer

Declaração conjunta, assinada entre presidentes nesta quarta-feira (21) em Moscou, abrange desde política externa a cooperação espacial. Chefes de Estado se comprometeram a somar esforços para combater ameaças latentes, como terrorismo.

O Brasil “é, sem dúvidas, uma das prioridades da Rússia e um dos parceiros mais importantes na América Latina”, disse o presidente russo Vladímir Pútin, nesta quarta-feira (21), ao iniciar a conversa no Kremlin com seu homólogo brasileiro, Michel Temer.

Brasil é o parceiro crucial da Rússia na América Latina, diz premiê russo

Brasil representa o principal parceiro da Rússia na América Latina, pois os processos econômicos nos dois países são muito parecidos, nosso objetivo principal é aumentar o volume das trocas comerciais, declarou o premiê russo Dmitry Medvedev.

Na terça-feira (21), o chefe do governo russo, Dmitry Medvedev, teve um encontro oficial com o presidente brasileiro, Michel Temer, que atualmente está em Moscou com visita oficial de dois dias.

Ao cumprimentar o presidente do Brasil, o premiê russo afirmou que "o Brasil é o nosso parceiro crucial na América Latina".

Diretor-geral da ANP apresenta oportunidades no Brasil a investidores russos

O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, está em Moscou nesta terça-feira (20/06), onde apresentou a investidores as perspectivas e oportunidades para o setor de petróleo e gás no Brasil até 2019. Na reunião, com cerca de 100 empresários. O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, também fez uma apresentação no evento.

Jungmann: EUA, Rússia, França e Israel querem lançar satélites no Brasil

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, reafirmou nesta quarta-feira que há pelo menos quatro países interessados em lançar satélites a partir do Centro Nacional de Alcântara, no Maranhão: Rússia, França, Israel e Estados Unidos, com quem o Brasil já vinha negociando um acordo de salvaguardas para uso da base. "São apenas alguns", disse ele.

Brasil autoriza importação de pescado russo

Na última quarta-feira (24), a Rússia recebeu a autorização para fornecer pescados ao Brasil. Agora, Moscou pretende solicitar autorização para iniciar as exportações de grãos.

Durante encontro com representantes Ministério da Agricultura do Brasil em Brasília, Moscou negociou e autorizou certificados veterinários para a importação de peixes e derivados da Rússia, de acordo com o Serviço Federal de Vigilância Sanitária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor).

A parte brasileira confirmou que fornecedores russos poderão começar a abastecer o mercado local.

Brasil e Rússia debatem em Brasília comércio, cooperação energética, econômica e industrial

Representantes dos governos do Brasil e da Rússia e empresários dos dois países estarão reunidos nesta segunda-feira (22/05) em Brasília para uma ampla discussão sobre o momento atual e perspectivas futuras do intercâmbio bilateral que segue cada vez mais distante da meta estabelecida há alguns anos pelos dois países de levar o fluxo de comércio brasileiro-russo ao patamar de US$ 10 bilhões.

Estatal russa Rosatom discute aplicações de tecnologias nucleares no Brasil

A Companhia Estatal de Energia Nuclear (Rosatom), da Rússia, realizou uma reunião na última semana, no Rio de Janeiro, para debater com autoridades, especialistas, pesquisadores e empresários diferentes usos das tecnologias nucleares fora do mercado energético.

Brasil e Rússia reforçam parcerias no agronegócio

Estreitar a relação agropecuária russo-brasileira e reforçar a parceria comercial entre as duas nações, com a intermediação da Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo. Esse foi o principal objetivo da reunião preparatória para a 10ª Comissão Intergovernamental de Cooperação (CIC) Brasil-Rússia, evento que será realizado nos dias 22 e 23 de maio, em Brasília (DF). Esse encontro inicial ocorreu nesta segunda-feira, 17 de abril, na sede da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em São Paulo (SP).

Brasil quer dobrar volume de comércio agrícola com Rússia

Ideia é apostar em curingas. Balança bilateral no setor hoje é de US$ 5 bilhões.

Na última quarta-feira (19), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Blairo Maggi, encontrou-se com o vice-ministro da Agricultura russo, Evguêni Gromiko.

Após reunião do 4º Comitê Agrário Brasil-Rússia, o secretário de relações internacionais de agronegócios da pasta brasileira, Odilson Ribeiro e Silva, declarou que os países pretendem dobrar o volume de negócios no setor de agricultura, passando de US$ 5 bilhões para US$ 10 bilhões em cinco anos.

Páginas