Comércio

Câmara Brasil-Rússia de Comércio vê potencial comercial entre os países no setor de máquinas e equipamentos

A Rússia, próxima sede da Copa do Mundo da FIFA, tem um potencial grande em ampliar suas relações comerciais com empresas brasileiras, na visão da Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo (CBR), presidida por Gilberto Ramos. Hoje, o Brasil tem destaque na agropecuária, mas na visão do executivo, as nações podem aumentar os negócios em outros segmentos. “Sempre falamos que não há necessidade de tirar o foco do setor agropecuário das exportações e importações na corrente comercial russo-brasileira.

Brasil quer dobrar volume de comércio agrícola com Rússia

Ideia é apostar em curingas. Balança bilateral no setor hoje é de US$ 5 bilhões.

Na última quarta-feira (19), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Blairo Maggi, encontrou-se com o vice-ministro da Agricultura russo, Evguêni Gromiko.

Após reunião do 4º Comitê Agrário Brasil-Rússia, o secretário de relações internacionais de agronegócios da pasta brasileira, Odilson Ribeiro e Silva, declarou que os países pretendem dobrar o volume de negócios no setor de agricultura, passando de US$ 5 bilhões para US$ 10 bilhões em cinco anos.