Importação

Rússia dobra importação de café

Brasil continua a ser o maior fornecedor do produto para o país.

O consumo de café na Rússia cresceu 20% durante os primeiros sete meses de 2017, de acordo com os dados do Serviço Federal de Alfândega do país (FTS, na sigla em russo).

Entre janeiro e julho de 2017, a importação de café do tipo arábica não torrado cresceu 66% e de café robusta 32%, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Ao mesmo tempo, as importações de chá e chicória caíram 8%.

Brasil autoriza importação de pescado russo

Na última quarta-feira (24), a Rússia recebeu a autorização para fornecer pescados ao Brasil. Agora, Moscou pretende solicitar autorização para iniciar as exportações de grãos.

Durante encontro com representantes Ministério da Agricultura do Brasil em Brasília, Moscou negociou e autorizou certificados veterinários para a importação de peixes e derivados da Rússia, de acordo com o Serviço Federal de Vigilância Sanitária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor).

A parte brasileira confirmou que fornecedores russos poderão começar a abastecer o mercado local.

Moscou mantém importação de carne brasileira

China, União Europeia e Chile já restringiram compra do produto.

Após China, União Europeia e Chile anunciarem restrições na compra de carne brasileira, o Brasil suspendeu a licença de exportação de 21 frigoríficos na Operação Carne Fraca - mas manterá a permissão de vendas desses produtos no mercado interno.

A Rússia, porém, ainda não tomou medidas de restrição à commodity. De acordo com declaração do embaixador russo em Brasília, Serguêi Akopov, o governo brasileiro se comprometeu a compensar os custos para países que possam ter recebido produto de baixa qualidade.