Petróleo

Rússia e Arábia Saudita avaliam que demanda atenua maior produção de petróleo nos EUA

A forte demanda global por petróleo ajudará a atenuar o aumento na produção dos Estados Unidos e a evitar uma queda novamente nos preços da commodity, disseram os ministros de Energia da Rússia e da Arábia Saudita nesta quarta-feira.

Alexander Novak e Khalid al-Falih falavam em um painel durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, ao lado do secretário de Energia dos EUA, Rick Perry.

Perry disse acreditar que o xisto dos EUA não se tornará um problema para a indústria mundial, uma vez que a demanda está aumentando rápido.

Acordo para corte de produção de petróleo pode ir além de 2018, diz Rosneft

Um acordo global para cortar a produção de petróleo pode ser estendido para além de 2018, disse Pavel Fedorov, primeiro vice-presidente da maior produtora de petróleo da Rússia, a Rosneft, nesta segunda-feira, apresentando a estratégia da companhia até 2022.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores liderados pela Rússia concordaram no mês passado em estender o acordo de redução de produção até o fim de 2018, com a possibilidade de revisá-lo em junho.

Rússia e Arábia apoiam redução da produção de petróleo até 2018

Os dois maiores produtores mundiais de petróleo, Rússia e Arábia Saudita, anunciaram em um comunicado conjunto que são favoráveis à ampliação do acordo de redução da produção até março de 2018. O anúncio aconteceu após um encontro em Pequim entre o ministro russo da Energia, Alexander Novak, e seu colega saudita Khaled Al-Faleh. A próxima reunião dos países membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) acontecerá em 25 de maio.

Rosneft fornecerá mais 56 milhões de toneladas de petróleo à China até 2024

As petroleiras Rosneft, da Rússia, e CNPC, da China, concordaram em estender o contrato de fornecimento de petróleo ao país asiático via Cazaquistão e aumentar o volume negociado anteriormente em 56 milhões de toneladas métricas, segundo informou a empresa russa nesta segunda-feira (9).

"A Rosneft e a CNPC assinaram um acordo adicional para aumentar o fornecimento de petróleo através do Cazaquistão e prorrogar o contrato, concluído em 21 de junho de 2013, até 31 de dezembro de 2023", diz o comunicado da Rosneft.

Venezuela quer discutir acordo sobre petróleo com Putin

As autoridades venezuelanas estão dispostas a se reunir com o presidente russo Vladimir Putin para discutir acordos sobre estabilização da situação no mercado de petróleo, declarou hoje (24) o ministro do Petróleo da Venezuela Eulogio del Pino

O ministro destacou a importância desses acordos incluírem países não membros da OPEP, sendo o principal deles a Rússia.

"Se for necessário, queremos nos reunir com o presidente Putin para explicar a ele os acordos sobre quais estamos trabalhando" – escreveu del Pino em sua conta oficial no Twitter.

Páginas