Trump

'Obrigado, Trump!': como os EUA podem impulsionar a Rússia com a 'Lista do Kremlin'

Os bilionários russos podem ser forçados em breve a levar todos os seus capitais financeiros para casa. Embora a 'Lista do Kremlin' divulgada pelo Departamento do Tesouro dos EUA não implique sanções ainda, ela pode ser um sinal de que os russos ricos poderiam perder seu dinheiro no exterior.

Trump gostaria de receber ajuda da Rússia no que diz respeito à Coreia do Norte

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que gostaria que a Rússia ajudasse na resolução do problema ao redor da Coreia do Norte, informou a agência Reuters.

"Adoraríamos receber a ajuda em relação à Coreia do Norte. A China está ajudando, a Rússia não está. Gostaríamos de contar com ajuda da Rússia, é muito importante", disse Trump em entrevista a jornalistas quando perguntado sobre a conversa telefônica com o presidente russo que aconteceu na quinta-feira (14).

Financial Times: investidores regressam à Rússia graças a Trump

O otimismo dos investidores em relação à Rússia cresceu. Um colunista do Financial Times explica as possíveis razões para o retorno do capital estrangeiro para a economia russa.

O investimento em títulos russos atingiu na última semana de janeiro níveis recorde graças ao retorno dos investidores para a Rússia. O seu otimismo é motivado pelo aumento dos preços do petróleo e a eventual melhoria das relações entre a Rússia e os EUA, escreve Eric Platt, colunista do Financial Times.

Trump: relações russo-americanas devem 'seguir em frente'

Tendo em conta as preocupações de alguns senadores no país quanto às relações russo-americanas, o presidente dos EUA, Donald Trump, considera que ambos os países "devem seguir em frente", declarou à Sputnik o conselheiro de Trump para a política exterior durante a companha eleitoral, Walid Phares.

De acordo com Phares, muitos legisladores norte-americanos apontam para o caráter controverso das relações entre a Rússia e os EUA, bem como para "os numerosos problemas que vieram do passado e continuam existindo até hoje."

Chancelaria russa revela novos detalhes da conversa entre Putin e Trump

O chefe do Departamento da América do Norte da Chancelaria russa, Georgy Borisenko, revelou novos detalhes da conversa telefônica entre o presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo estadunidense, Donald Trump. Segundo disse o diplomata, a parte americana está disposta a cooperar com Moscou "sem fobias".

Falando em uma mesa redonda no Conselho da Federação da Rússia, Borisenko declarou que "quanto a temas, a conversa foi muito rica e, o que é mais importante, foi construtiva e amigável".

Mídia: Trump prepara decreto para levantamento das sanções contra Rússia

A administração do presidente dos EUA Donald Trump preparou os documentos necessários para o levantamento das sanções antirrussas, comunica o analista Fabrice Pothier.

"As fontes comunicam que a administração de Trump preparou a ordem presidencial para o levantamento das sanções contra a Rússia", comunica Pothier, pesquisador do centro analítico Atlantic Council, no seu Twitter.

A informação sobre o levantamento das medidas restritivas contra a Rússia foi confirmada também pela colaboradora da edição norte-americana Político Susan Glasser.

Putin e Trump têm opinião comum sobre situação na Ucrânia

Vladimir Putin e Donald Trump acordaram que os esforços para pôr fim ao conflito ucraniano devem ser intensificados, declarou o porta-voz do Kremlin nesta segunda-feira (30).

O presidente norte-americano, segundo divulgou o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov, concorda com o seu homólogo russo em que os esforços na resolução da crise ucraniana devem ser acelerados para evitar uma possível continuação do conflito armado.

ONU é a favor da melhoria das relações entre Rússia e administração Trump

A ONU vai saudar o restabelecimento das relações entre a Rússia e a administração do recém-eleito presidente dos EUA Donald Trump.

O anúncio foi feito pelo vice-secretário-geral da organização, Jan Eliasson, em entrevista à Sputnik Internacional.

Ao mesmo tempo o alto representante da ONU acrescentou que a entidade "acompanhará de perto as políticas que os EUA irão adotar". Segundo Eliasson, "as relações com a Rússia serão um fator importante".

Oito links entre Trump e a Rússia

Concurso de miss, assessores, vodca e até Cristóvão Colombo entram no jogo.

A vitória do bilionário Donald Trump na corrida presidencial norte-americana surpreendeu o mundo, mas chegou como uma notícia especialmente bem-vinda em Moscou, despertando mais uma vez o interesse em saber se o recém-eleito presidente dos Estados Unidos tem mesmo vínculos com o Kremlin.

Os adversários procuraram ligações entre Trump e a Rússia durante toda a campanha eleitoral, e o candidato republicano chegou a ser chamado de “fantoche de Pútin”.