Rússia está desenvolvendo mísseis guiados de longo alcance para paraquedistas

Rússia está desenvolvendo mísseis guiados de longo alcance para paraquedistas

O veículo que o país está desenvolvendo será equipado com mísseis guiados que permitirão atingir alvos inimigos protegidos a grandes distâncias.

A Rússia está desenvolvendo um veículo blindado equipado com mísseis guiados de longo alcance para as Forças Aerotransportadas russas, relata o diário Izvestia.

O veículo é baseado em um SUV blindado de quatro rodas do tipo Taifun-K, e será equipado com o sistema de mísseis antitanque Kornet-M. O novo equipamento será testado em breve.

O carro terá mísseis de longo alcance capazes de atingir alvos a distâncias de até 10 quilômetros. Também será testado um míssil recentemente desenvolvido com uma ogiva altamente explosiva e um alcance mais longo, sendo que o míssil ainda não foi colocado em serviço.

O novo equipamento dará às Forças Aerotransportadas a capacidade de atacar alvos tais como veículos blindados, edifícios e abrigos inimigos a longas distâncias.

“Com este conjunto de munições, os veículos podem não só participar do combate antitanque, mas também fornecer suporte de fogo de alta precisão. Vai ser uma espécie de [míssil] Iskander em miniatura para os paraquedistas. O potencial do sistema nacional de mísseis antitanque mais moderno e do novo chassi blindado proporcionará às Forças Aerotransportadas russas capacidades qualitativamente novas”, disse a fonte.

O sistema é ideal para as regiões do Oriente Médio e norte da África, que abundam em desertos e planícies, disse o coronel Valery Yuriev, vice-presidente da União de Paraquedistas da Rússia.

“O alcance de tiro dos nossos mísseis deve ser maior que o do inimigo provável, para que possamos destruir o alvo sem entrar na zona de alcance das suas armas de fogo”, disse Yuriev.

Em termos de alcance, a nova viatura terá aproximadamente o dobro do veículo equivalente atualmente em serviço nas Forças Aerotransportadas. A potência da ogiva do Kornet é suficiente para destruir de frente qualquer tanque moderno, desde que este não esteja equipado com um sistema de proteção ativa, disse o Izvestia.

Fonte:Sputnik

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *